18 de outubro de 2005

Parto hoje...

Parto hoje à procura da certeza
por caminhos tortuosos e imorais.
Vou tentar o intentável, vou cair em tentação,
vou amar cada passante sabendo que te amo
para aprender que o amor é simples e és tu.

Deixarei que o teu nome se perca.
Vou pegar na lembrança, pô-la numa garrafa
e atirá-la ao mar.
Vou magoar-te e vou magoar-me
e neste impulso egoísta e masoquista vou perder-me...
até te encontrar.

«Mas espera-me!
por mais longos que sejam os caminhos
eu regresso».

2 comentários:

Gato Preto disse...

Adorei este. Gostei dos outros, mas adorei este. Obrigado!

Abraim Silva disse...

Este preocupou-me. Lembra-me pensamentos tenebrosos...